O desafio dos nossos dias...

14
Mar 15

Perdão, Senhor.

embora bem intencionado,

nem sempre acertei...

 

Eu queria ser flor... e fui espinho.

Queria ser um sorriso... e fui mágoa.

Queria ser luz... e fui trevas.

Queria ser estrela... e fui eclipse.

Queria ser contentamento... e fui tristeza.

Queria ser amigo... e fui adversário.

Queria ser força... e fui fraqueza.

Queria ser o amanhâ... e fui o ontem.

Queria ser paz... e fui guerra.

Queria ser vida... e fui morte.

Queria ser sol... e fui escuridão.

Queria ser calma... e fui tumulto.

Queria ser sobrenatural... e fui terreno.

Queria ser lenitivo... e fui decepção.

 

Recebe, Senhor,

em Tuas mãos de misericórdia

e perdão infinito,

o gosto amargo e contrito

desta minha ORAÇÃO.

 

Roque Schneider

 

 

 

 

publicado por emcontratempo às 11:21

Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12

15
16
17
20
21

22
23
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
contador
Contador de visitas
visitantes
blogs SAPO