O desafio dos nossos dias...

03
Mai 10

 

Mas é assim.

Tudo passa com o tempo.

Já não ha moinhos a trabalhar.

Os moinhos, esses num dia como hoje trabalhavam sem cessar.

Hoje, hoje já não moem.

O moinho do senhor Júlio Silveira.

O moinho do senhor Manuel Saca.

O moinho, o moinho...

É pena que vão descaindo estes belos monumentos de antanho.

Outras épocas.

Outras necessidades.

Outras valências que não as de hoje.

Um postal desta fronteiriça Vila da Madalena.

Recordando outros momentos difíceis em que estes bem serviram.

Hoje agonizam em densos e invernosos rocios.

Estes e outros baluartes da vida dos nossos pais e avós.

E porque não reintegrá-los em rotas turísticas pedestres.

Quiçá.

publicado por emcontratempo às 10:12
tags:

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

16
20
22

26
29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO