O desafio dos nossos dias...

12
Ago 09

 

 

 

 

O distraído nela tropeçou.

O bruto a usou como projéctil.

O empreendedor, usando-a, construiu.

O camponês, cansado da lida, nela descansou.

Para os meninos foi brinquedo.

Drumond a poetizou.

com ela, David matou Golias.

E o artista concebeu a mais linda escultura.

E em todos estes casos, a diferença não estava na pedra, mas no Homem.

publicado por emcontratempo às 14:34

Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

16
17
18
20
21
22

23
26



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO