O desafio dos nossos dias...

05
Jan 10

 

 

 

 

Na prisão e no hospital verás quem te quer bem e te quer mal.

publicado por emcontratempo às 17:00

04
Jan 10

"Dicas caseiras, que podem ser úteis!

 

 Problema com formigas

Coloque casca de pepino junto à saída das formigas


Para ter gelo puro e límpido:

Ferva a àgua antes de congelar

Para pôr os espelhos a brilhar: 
Limpe com alcool 


Para tirar pastilha elástica da roupa:
Ponha a roupa no congelador durante 1 hora.


Para branquear roupa branca: 
Ponha a roupa em àgua quente com uma rodela de limão durante 10m


Para dar brilho ao seu cabelo: 
Adicione uma colher de chá de vinagre á àgua de lavar .


Para obter o máximo de sumo de limão:
Ponha o limão, durante 1 hora, em àgua quente antes de o espremer.


Para reduzir o cheiro a couves quando estiver a cozê-las:
Ponha uma fatia de pão dentro da panela.


Para se ver livre do cheiro a peixe das mãos:
Lave as mãos com um bocadinho de vinagre de cidra.


Para evitar chorar enquanto corta cebola:
Mastigue pastilha elástica.


Cozer batatas mais rápidamente:
Descasque meia batata.


Para cozer ovos mais rápidamente:
Coza os ovos em àgua com sal.


Para verificar a frescura do peixe:
Ponha o peixe inteiro num recipiente com àgua fria, se ele flutuar, está fresco.


Para verificar a frescura dos ovos:
Ponha o ovo em àgua fria, se ficar na horizontal está fresco. Se ficar na diagonal tem 3 ou 4 dias. Se ficar na vertical tem 10 dias. Se flutuar está estragado.


Para tirar tinta das roupas:
Ponha uma camada (generosa) de pasta de dentes, deixe secar completamente e depois lave.


Para descascar rápidamente as batatas:
Passe por àgua fria a seguir a cozer.


Para se ver livre de ratos e ratinhos:
Ponha pimenta preta no sítios onde os vê passar. Eles fugirão.


Para acabar com os mosquitos no seu quarto à noite:

Espalhe folhas de hortelã pelo quarto especialmente ao pé da cama e da almofada."

 

publicado por emcontratempo às 12:24

 

 

livro da quarta classe 03

livro da quarta classe 04

 

livro da quarta classe 05

 

livro da quarta classe 06

 

livro da quarta classe 07

 

livro da quarta classe 08

 

livro da quarta classe 09

 

 

livro da quarta classe 10

livro da quarta classe 11

livro da quarta classe 12

 

livro da quarta classe 13

 

 

livro da quarta classe 14"

www.santanostalgia.blogspot.com

publicado por emcontratempo às 12:14

 

 

"Apanha com um cajardo, quem se mete onde não é chamado".

publicado por emcontratempo às 11:03

 

 

 

Aonde há duas vontades não pode haver união.

desconheço autor

publicado por emcontratempo às 10:58

02
Jan 10

 

 

Hoje, foi assim, partiu para o Pai.

Que o Senhor a tenha.

Paz à sua alma!

E para toda a sua família, sentidas condolências.

 

Por casualidades da vida, encontraram-se no hospital da Horta.

Ela internada com um filho, o Arquimínio e minha mãe, internada com minha irmã.

Durante três meses internadas, muito partilharam juntas.

Ficaram amigas, mas as distâncias separaram-nas.

No seu tempo, as dificuldades eram várias.

Entre outras, os transportes, impediam-nas de frequentes convívios.

Era apenas pelo Bom Jesus que se encontravam e conversavam.

No ano que fomos (eu e minha irmã) de anjo na procissão do Bom Jesus, ficámos lá em casa.

Minha mãe e ela acabaram de preparar umas sapatilhas de papelão para levarmos nos pés.

Lembro-me que eram com umas tirinhas por cima do pé e amarravam na perna.

Nessas tirinhas eram cosidas flores de papel feitas por elas.

E os vestidos eram feitos de tafetá, na altura as fazendas eram muito caras para os nossos bolsos.

Na cabeça também levava uma guirnalda feita com as mesmas rosinhas de papel de seda branco.

Quando ficámos lá em casa, lembro-me de brincar com os filhos.

Lembro-me de ver um sobre um banco pequenino na cozinha a "cantar missa", depois foi Padre.

E, lembro-me da filha, mais velha, muito bem arranjada, a fazer a sua "miss" no cabelo.

Lembro-me ainda da sra. Genuína me dizer para comer a sopa toda até ao fundo do prato.

Que comêsse tudo para ver o que tinha lá no fundo.

Levada por essa curiosidade, comi tudo.

Parecendo que não, eu era uma nojenta para comer.

E ...

 

 

 

 

publicado por emcontratempo às 18:47

 

 

Há precisamente vinte anos:

 

"1 de Janeiro de 1980 (Domingo)

Pelas 15 h 42' 38", GMT, a cerca de 12 km de profundidade, algures no canal entre São Jorge e Terceira, ocorreu um sismo com a duração de 11" a 20", e a intensidade VIII da escala modificada de Mercalli.


Originando um pequeno Tsunami observado em Cais do Pico, Calheta de São Jorge e Biscoitos (na Terceira) e registado nas Baías de Horta e Angra do Heroísmo, o sismo provocando cerca de 400 feridos atingiu duramente as Ilhas:


* Terceira - com a intensidade de 8,5 causou a morte de 50 pessoas e o desaparecimento de uma.
Provocou a destruição de 62 % do parque habitacional.
* São Jorge - com a intensidade de 8 no Topo e Santo Antão.

 


Morreram 11 pessoas e desapareceram 9.
Provocou a destruição de 41 % do parque habitacional.
* Graciosa - atingindo a intensidade de 7, provocou a destruição de 54 % do parque habitacional.
* Pico - atingindo a intensidade de 5,5 na Piedade, provocou a destruição de algumas adegas, palheiros e arrumações."

(fonte: São Jorge digital)

 

publicado por emcontratempo às 18:46

01
Jan 10

 

 

publicado por emcontratempo às 03:34

 

 

Senhora Santa Maria,

Senhora dum ano inteiro,

nós vos damos cada dia

no dia 1 de Janeiro.

 

É sempre prenda dos céus

um novo ano que amanhece...

Abri-a Vós, Mãe de Deus,

dizemos baixinho, em prece...

 

Aberta p'las vossas mãos

até cuidamos que traz

consigo o amor dos irmãos

e o abraço meigo da paz.

 

Que linda seria a terra

se neste ano fosse assim...

Em vez de campo de guerra

voltaria a ser jardim.

 

De todos os continentes,

trazidos p'lo vosso encanto,

venham os povos contentes

acolher-se ao voso manto...

 

Brancos, pretos, amarelos,

mãos nas mãos... olhos a rir

com fulgor de sete-estrelos,

Senhora, fazei-os vir!

 

Fulgiriam novos brilhos

na graça que tudo tem,

se todos fôssemos filhos

ao teu redor, Virgem Mãe.

 

Santa Maria do Mundo,

que sofre dum mal atroz,

ouvi o clamor profundo

de quantos chamam por vós.

 

São bocas a sangrar dor,

lábios roxos de tortura,

abri-lhes, Mãe do Senhor,

vossos braços com ternura.

 

Senhora do dia 1

Senhora do ano inteiro

seja bissexto ou comum

desde Janeiro a Janeiro.

 

Senhora Santa Maria,

olhai: só ódios e inveja!...

Dai vós ao mundo a alegria

neste novo ano...

Assim seja.

 

P. Januário dos Santos

publicado por emcontratempo às 00:25
sinto-me: poesia, ano novo, maria,

Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
16

23

30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO