O desafio dos nossos dias...

22
Fev 10

 

A sociedade está cheia de amizades que só são feitas conforme os interesses, as ilações que dai se possam tirar.

Quantas vezes se pensa que se tem uma amizade e lá levamos a punhalada pelas costas.

É pena que as pessoas, certas pessoas, não sejam capazes de um gesto de carinho, ou amizade, sem ter sempre por detrás outra intenção.

Quanto mais penso nisto, mais caio em mim.

Vejo que afinal o "mundo" em que eu pensava estar , é outro, bem mais corroído, pela ambição do ter, pela inveja, etc...

Há uns anos atrás, no tempo e no ambiente em que meus pais me criaram, embora a pobreza, as pessoas eram mais bondosas.

Respirava-se confiança e havia mais respeito uns pelos outros.

A coerência, a generosidade, a verdade, a fé, eram virtudes abundantes.

Felizmente foi nesse mundo que eu me criei.

Isto é, a minha infância e juventude foram muito felizes.

Olhem, que isto não é saudosismo do passado.

É sim preocupação com o futuro, onde se procura incutir tanto de bom e se vislumbra pouco.

Estes males que hoje procuram denegrir a imagem da amizade, da sinceridade, da inocência, entre as pessoas, vim a aperceber-me deles já bem tarde.

Ainda bem para mim e para os que comigo privam e privaram alguns momentos da sua vida.

Oxalá que eu seja suficientemente clara para que também os meus possam perceber como a amizade é importante quando é genuína.

Dói, às vezes ver nos rostos dos outros uma expressão diferente daquela que a boca transmitiu.

Aterra, Maria!

Afinal, a vida hoje, até já entre as crianças de escola se percebe, é feita pela competição, etc, etc...

As pessoas vivem de  queixo levantado, acham-se superiores.

Coitadas!

Superiores em quê?!

Em quê, meu Deus?!

Que experiência de vida têm, se as suas cabeças estão sempre cheias das mesmas coisas .

Aparências! Aparências! E aparências!

Isto já mexeu muito comigo.

Hoje, hoje não!

Quando caí da fantasia, aí sim.

Até chorei!...

Que mundo cão!

Quem me dera voltar a ser criança! 

publicado por emcontratempo às 12:04

 

Nunca desvalorizes ninguém
Guarda cada pessoa perto do teu coração
Porque um dia podes acordar
E perceber que perdeste um diamante
Enquanto estavas muito ocupado a coleccionar pedras.

publicado por emcontratempo às 01:47

19
Fev 10

 

"A Bíblia e o telemóvel

Já imaginaste o que aconteceria se tratássemos a nossa Bíblia da mesma forma que tratamos o nosso telemóvel? Se trouxéssemos sempre a nossa Bíblia no bolso ou na bolsa?

Se olhássemos para a Bíblia várias vezes ao dia?
Se voltássemos para ir buscá-la quando a esquecemos em casa, ou no escritório…?
 
 Se a usássemos para enviar mensagens aos nossos amigos?
Se a tratássemos como se não pudéssemos viver sem ela?
Se a oferecêssemos de presente às crianças?
Se a usássemos quando viajamos?
Se a fôssemos buscar, em caso de emergência?
 
            Ao contrário do telemóvel, a Bíblia não fica sem sinal. Ela” tem rede” em qualquer lugar.
            Não é preciso preocuparmo-nos com a falta de crédito, porque Jesus já pagou a conta e os créditos não têm fim. E o melhor de tudo: não cai a chamada e a carga da bateria dura toda a vida.
«Buscai o Senhor, enquanto se pode encontrar; invocai-o, enquanto está perto» (Isaías 55,6).
NELA ENCONTRAMOS ALGUNS “NÚMEROS DE TELEFONES” DE EMERGENCIA:
Quando estiveres triste, liga para João 14.
Quando as pessoas falarem de ti, liga para o Salmo 27.
Quando estiveres nervoso, liga para o Salmo 51.
Quando estiveres preocupado, liga para Mateus 6,19-34.
Quando estiveres em perigo, liga para o Salmo 91.
Quando Deus te parecer distante, liga para o Salmo 63.
Quando a tua fé precisar de ser activada, liga para Hebreus 11.
Quando estiveres solitário e com medo, liga para o Salmo 23.
Quando fores áspero e crítico, liga 1 Coríntios 13.
Para saber o segredo da felicidade, liga para Colossenses 3, 12-17.
Quando te sentires triste e sozinho, liga para Romanos 8, 31-39.9.
Quando quiseres paz e descanso, liga para Mateus 11, 25-30.
Quando o mundo te parecer maior que Deus, liga para o Salmo 90.
 
RECEBI ESTA RELAÇÃO DE TELEFONES DE EMERGÊNCIA E ACHEI POR BEM PARTILHÁ-LA COM OUTRAS PESSOAS; por isso, aqui a apresento. Regista-a na tua agenda: um destes” números” pode ser IMPORTANTE a qualquer MOMENTO da tua vida!!! E também pode acontecer que um destes “números” de emergência salve uma vida."
 
 

 

publicado por emcontratempo às 23:36

 

"O homem de bem exige tudo de si próprio; o homem medíocre espera tudo dos outros"

(Lao-Tsé) 

publicado por emcontratempo às 23:02

18
Fev 10

 

Estes cadernos do meu tempo de escola.

santa nostalgia caderno escolar joao de deus 03

santa nostalgia caderno escolar joao de deus ccapa

in blog www.santa-nostalgia.blogspot.com 

publicado por emcontratempo às 13:29

 

"A nascente, paciente e mansa é mais forte que a torrente".

publicado por emcontratempo às 13:02

 

 

Ontem foi Quarta-feira Cinzas

O primeiro dia da Quaresma

Encontrei esta nota na net e achei por bem partilhar.

Ontem para quem recebeu as cinzas nas suas paróquias decerto ouviu tudo isto pelos seus párocos, como eu ouvi também.

Mas para aqueles que não foram, por impossibilidade ou por opção, ao menos leiam e procurem interiorizar vivendo com mais profundidade cada dia deste percurso quaresmal.

 

"A imposição das Cinzas é um costume praticado na Igreja desde as suas origens.

Na tradição judia, o símbolo de rapar a cabeça e colocar as Cinzas manifestava o próprio arrependimento e a vontade de converter-se: as Cinzas são sinal da fragilidade do homem e da sua da vida.

No início do cristianismo impunha-se as Cinzas especialmente aos pecadores públicos.

A partir do século VIII impõe-se as Cinzas a todos os fiéis cristãos por ocasião da Quarta-feira de Cinzas.
Desde então as Cinzas obtêm-se ao queimar as palmas (em geral de oliveira) que foram abençoadas no último Domingo de Ramos.

As Cinzas são impostas pelo Sacerdote ou ministro da comunhão na fronte do fiel, fazendo a sinal da cruz com elas, e pronunciando o ministro da comunhão ao mesmo tempo a frase do evangelho de S. Marcos:

 

“Arrependei-vos e acreditai no evangelho”.
 
Jesus de Nazaré ensina-nos a fazer o bem.
Jesus realçou o facto do Jejum, da Caridade e da Oração se deverem praticar em segredo, pois “DEUS PAI, que vê tudo, recompensar-te-á”.
Jesus criticou o comportamento dos fariseus, a quem chamou hipócritas e sepulcros caiados, pois, embora por fora aparentem ser muito bons, por dentro são corruptos.
Realçou também o facto de muitos dos membros desta seita se dedicarem ao Jejum e à Oração com grande empenho, mas unicamente com o objectivo de serem vistos e admirados pelas outras pessoas.
Jesus faz criticas constantes à sua falta de humildade e às dificuldades que criam às pessoas mais simples para se poderem aproximar de Deus.

O SIGNIFICADO DO NÚMERO 40


Como outros números, o número 40 é um número simbólico. O número 40 indicava, entre outros significados, um período de preparação por causa de um grande acontecimento.




- O dilúvio durou 40 dias e 40 noites.


- 40 anos foi o tempo que passou o povo de Israel no deserto.


- Moisés e Jesus fizeram 40 dias e 40 noites de Jejum para prepararem a sua missão.
 

O JEJUM, A CARIDADE E A ORAÇÃO.

 

A Quaresma significa um período de renovação da própria vida. As práticas a cumprir são três: O JEJUM, A CARIDADE, E A ORAÇÃO.


 

- O JEJUM. Para seguir Jesus, o cristão deve ter a força de se esquecer de si mesmo, de não pensar nos próprios interesses, mas só no bem do irmão. Assumir uma atitude constante, generosa e desinteressada não é fácil. É este o sentido do Jejum.
 

 

- A CARIDADE. A partilha, a solidariedade, a justiça e o amor para com os mais necessitados, são gestos de caridade que Jesus aprecia com muita satisfação.
 

 

- A ORAÇÃO. Rezar para pedir a Deus força para se converter e para crer no Evangelho. A oração dá-nos força suficiente para vencermos as tentações.


Começar a Quaresma de mãos abertas


Jesus convida-nos a sermos simples e humildes, a fazermos o bem sem publicidades.
-Nesta Quaresma, propomos-te fazer uma série de boas acções: observar o rosto de Jesus nos outros, confortar alguém que esteja a sofrer, rezar, não insultar os teus colegas, ajudar nas tarefas de casa.
- Jesus indica-nos de que forma fazer estas coisas boas: com descrição.
-- Não te esqueças que tudo o que faças de bem durante a Quaresma não o deves publicitar para promover a tua imagem."

Arménio Rodrigues
menorodrigues@gmail.com
menorodrigues.blogspot.com
publicado por emcontratempo às 12:01

15
Fev 10

 

"A simplicidade é um tesouro infinito. Se não podes ter o que queres, contenta-te com o que tens."

provérbio árabe


 

 

 

publicado por emcontratempo às 12:15

14
Fev 10

 

Se eu fosse o tempo...

Se eu fosse o vento...

Queria...

Passar em brisa o teu rosto,

caminhar abraçada,

como há tempos...

Sentir-me mais perto...

Conversar mais tempo.

Como não tem sido,

como faz falta!!!...

O diálogo é escasso,

e passa correndo.

O partilhar a vida esmói-se

nas horas apressadas.

Queria ser o tempo...

Queria ser o vento...

Parar quando me apetecesse.

estar sempre disponível

sem desperdiçar um instante.

Quase sempre estando tão perto,

parece ser léguas de distância.

E se numa rajada,

tudo se renovásse

e fosse melhor,

que bom que seria,

meu amor!... 

peregrina 2010 02 09

 

 

 

publicado por emcontratempo às 19:01

 

 

Desde a compra da tenda do Carranca donde nasceu o famoso Snack Bar Pico.

 

Luxo de que se bem podia orgulhar, pelos pratos que servia e pelo aprazível espaço.

 

Pela residencial, que depois, mais tarde, passou para Hotel Pico...

 

Para aqueles que conviveram mais de perto contigo,

para os destas paragens e muitos por terras longínquas,

vais ser sempre o Sr. Garcia do Snack Bar.

 

Sempre com um sorriso, um ar alegre que últimamente, teimava em esgotar-se,

sempre ficarás na nossa memória.

 

Paz à tua alma!

 

 

publicado por emcontratempo às 19:00

Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

16
17
20

21
25
27

28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO