O desafio dos nossos dias...

18
Mar 10

 

 

publicidade santa nostalgia clarim

 

publicidade santa nostalgia sabao clarim 2

www.santa-nostalgia.blogsopt.com

 

Lembro-me tão bem do sabão clarim.

De lavar a roupa na  pia.

Deixá-la de molho de um dia para o outro.

De minha mãe fazer uma "ducada" com sabão e água quente.

Fazia como que geleia e aí ela metia a roupa.

Tornava muito mais fácil a lavagem.

No outro dia íamos logo de manhã lavá-la.

Recordo-me que a pia ficava por debaixo da "latada" de vinha.

Ainda hoje existe essa pia lá.

Depois de lavada a roupa, era toda passada dentro da selha.

A selha era de aduelas de madeira.

Um pouco mais pequena que a selha do bolo e mais alta.

Por fim esta selha foi substituída por panas de plástico.

Mas a roupa lavada assim, ficava tão limpa e perfumada.

Este sabão deixava um perfume suave e leve.

Tal como o sabão rino e até mesmo o azul.

Era uma frescura.

Também já existia o detergente Tide, muito bom e perfumado.

Hoje existem muitos outros sabões e detergentes.

As novas tecnologias trouxeram ao mercado inúmeros detergentes.

Uns mais eficientes que outros.

É só escolher.

publicado por emcontratempo às 10:42
tags:

 

 

Para entrar na riqueza da sabedoria de Deus a porta é a cruz, que é porta estreita.

S. João da Cruz

publicado por emcontratempo às 10:39

 

 

Não há cabeças mais duras do que as cabeças vazias.

publicado por emcontratempo às 10:39

17
Mar 10

 

 

Oiço

e que tantas vezes,

"ai meu Deus"

Qual será este Deus?

Serás Tu, oh meu Deus?!.

 

É bom que se veja como

se fala do nosso Deus

de Amor, mas também de justiça...

É que

chamam Deus para

o seu egoísmo

o seu eu

o coze e descoze nos outros

e que mais poderia anotar aqui?!

....

Vós bem sabeis, oh meu Deus!

publicado por emcontratempo às 15:56
tags:

 

(imagem da net)

 

É tempo da sementeira das batatas

Até há uma qualidade de batata que chamamos "caras", mas não estava à espera de encontrar estas que passo a partilha por ter encontrado na net e achei engraçado.

publicado por emcontratempo às 10:54

 

 

 

"Nem tudo o que luz é oiro."

publicado por emcontratempo às 10:53

 

Se usada com prudência?! 

 

"Apesar da ambição ser um vício é contudo a mãe de muitas virtudes."

publicado por emcontratempo às 10:53

16
Mar 10

 

 

Perdoa meu Deus nada ter compreendido da vida, porque me faltou o amor.

R. Follereau

publicado por emcontratempo às 11:59

 

Mais faz diligência que dinheiro.

 

Pois é:

Mas o dinheiro ajuda e muito.

publicado por emcontratempo às 10:23
tags:

12
Mar 10

 

Que podem vir de muitos lados, às vezes... 

 

" Onde não há amor, há culpas."

publicado por emcontratempo às 11:56
tags:

Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
13

14
15
20

21
27

28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO