O desafio dos nossos dias...

12
Abr 10

 

 "

Breve diálogo entre o teólogo brasileiro Leonardo Boff e o Dalai Lama.

Leonardo Boff explica:
"No intervalo de uma mesa-redonda sobre religião e paz entre os povos, na qual ambos (eu e o Dalai Lama) participávamos, eu, maliciosamente, mas também com interesse teológico,  lhe perguntei em meu inglês capenga:
- "Santidade, qual é a melhor religião?" (Your holiness, what`s the best religion?)
Esperava que ele dissesse:
"É o budismo tibetano" ou "São as religiões orientais, muito mais antigas do que o cristianismo."
O Dalai Lama fez uma pequena pausa, deu um sorriso, me olhou bem nos olhos - o que me desconcertou um pouco, por que eu sabia da malícia contida na pergunta - e afirmou:
"A melhor religião é a que mais te aproxima de Deus, do Infinito". É aquela que te faz melhor."

 Para sair da perplexidade diante de tão sábia resposta, voltei a perguntar:
- "O que me faz melhor?"
Respondeu ele:
-"Aquilo que te faz mais compassivo"
(e aí senti a ressonância tibetana, budista, taoísta de sua resposta), aquilo que te faz mais sensível, mais desapegado, mais amoroso, mais humanitário, mais responsável... Mais ético...
A religião que conseguir fazer isso de ti é a melhor religião..."
Calei, maravilhado, e até os dias de hoje estou ruminando sua resposta sábia e irrefutável...
Não me interessa amigo, a tua religião ou mesmo se tem ou não tem religião.
O que realmente importa é a tua conduta perante o teu semelhante, tua família, teu trabalho, tua comunidade, perante o mundo...

Lembremos:
"O Universo é o eco de nossas ações e nossos pensamentos".
A Lei da Ação e Reação não é exclusiva da Física. Ela está também nas relações humanas. Se eu ajo com o bem, receberei o bem. Se ajo com o mal, receberei o mal.

Aquilo que nossos avós nos disseram é a mais pura verdade:
"Terás sempre em dobro aquilo que desejares aos outros".
Ser feliz não é questão de destino. É de escolha."

www.jn.marie.blog.yol.com

publicado por emcontratempo às 15:45

 

" Ninguém quer do indigente, ser primo nem parente."

publicado por emcontratempo às 10:33

 

"A vida apesar de curta, chega e sobra para as coisas inúteis que se dizem"

 

publicado por emcontratempo às 10:32

 

O Povo de Israel achava que Deus tinha-Se esquecido dele "O Silêncio de Deus".

 

No momento do Baptismo de Jesus "o céu abriu-se" quer dizer que Deus comunicou com o Seu Povo.

 

Toda a Bíblia é o testemunho da iniciativa de Deus que ama o Seu Povo.

 

Chama-o e faz-lhe sentir o Seu Amor, protegendo-o, libertando-o da escravidão.

 

Toda a Bíblia é o testemunho da resposta deste Povo ao longo dos tempos: resposta que conduz à paz e à felicidade.

 

Deus liberta o Seu Povo da escravidão e estabelece com ele uma Aliança.

 

O Povo  compromete-se a um novo estilo de vida, com novos valores e novos  critérios: os Mandamentos, coração da Lei fundamental do Povo de Deus.

 

Quando na Bíblia se fala de "lei", não é própriamente no sentido que nós lhe damos hoje, na nossa mentalidade e cultura.

 

"Lei", na Bíblia, significa ensinamento, preceito, mandamento.

 

Os mandamentos são a vontade de Deus Libertador e como que uma síntese da Aliança de Deus com o Seu Povo para tornar o Homem feliz.

 

Vamos escutar a Palavra de Deus que nos diz, na maneira de falar daquele tempo, como Deus ajuda o Seu Povo.

 

Deus, por Amor do Povo, faz soprar o vento que provoca uma baixa mar muito acentuada, muito profunda, para poderem passar a pé.

 

Para os Hebreus, esta partida significa sair da opressão para a liberdade, da tisteza para a alegria, das trevas, para a Luz.

 

Acreditam que realmente Deus está com eles e não os abandona. Porque o Senhor, nessa noite, passou pelo Egipto para os libertar enquanto comiam a ceia.

 

Chamaram a esta ocasião Páscoa, que na língua deles em hebraíco quer dizer "passagem": A Páscoa ou a Passagem de Deus.

 

Nunca mais se esqueceram deste acontecimento.

 

Essa noite foi a Primeira Páscoa - a Passagem do Senhor que vem libertar o Seu Povo.

 

A Nova Páscoa é Jesus Cristo!!!

 

                    imagem da net

 

Ele é a Páscoa que todos celebramos!

 

Ele é a Páscoa que vivemos quando nos libertamos das nossas opressões!

 

Cristo é a Nossa Páscoa!  Aleluia!!!

 

(algumas anotações minhas de quando dava catequese ao 5º. Ano)

publicado por emcontratempo às 10:20

Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
17

18
19
24



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO