O desafio dos nossos dias...

31
Mai 10

 "Nunca homem algum orou sem aprender alguma coisa".

Emerson

publicado por emcontratempo às 11:14

30
Mai 10

 

publicado por emcontratempo às 13:46

28
Mai 10

 

 

Quantas vezes, tia Rosa,

te sentaste ao lado de mim.

Quantas vezes me ias ver,

quando estava doente.

Quantas vezes me disseste:

- Maria, tinha um filho(a),

se tivesse escapado,

tinha a tua idade.

Quanta amargura sofreste.

Quantas vezes,

trazias a tua renda e vinhas,

vinhas ter com minha mãe.

Que saudades tia...

a tua alegria, o teu cantar,

a sesta que dormíamos,

quando vocês iam à costa,

ao poço ou à lenha,

para virem fazer massa.

Sim é que neste tempo,

vocês juntavam-se com as vizinhas,

faziam bolo, sim bolo de milho,

todas juntas.

As dificuldades eram muitas...

mas havia mais união,

mais interajuda.

Não era tudo pago a dinheiro.

Ficavam com os filhos de umas das outras

para estas poderem sair,

ir mesmo trabalhar nas terras.

Ir à costa, pescar para o sustento diário,

ou então apanhar umas "caramujas",

para fazerem o molho afonso,

que toda a família saboreava à noite reunida.

Tudo isto tia e muito mais prendem-se

ao meu coração, saudades...

recordações...

...daqui te envio beijinhos para o Céu,

querida tia.

publicado por emcontratempo às 10:59

 

 

Em determinado momento do nosso caminhar percebemos:

 

quem é importante para nós!

 

quem não é e nunca será!

 

e quem será sempre!

 

Eu já percebi!

 

E tu?!

publicado por emcontratempo às 10:51

27
Mai 10

Arrisca! 

"... o triunfo pertence a quem se atreve... e a vida é muita para ser insignificante."

Charles Chaplin

publicado por emcontratempo às 10:48

25
Mai 10

 

...

 

Apenas um percalço:

 

Neste dia muita gente da vizinha ilha do Faial nos visita.

Este ano tiveram menos sorte.

Ficaram-se apenas por duas viagens.

Francamente, é pouco!

Não acham?!

publicado por emcontratempo às 10:52

24
Mai 10

 

Acores.gif (45197 bytes)

da net

Deram frutos a fé e a firmeza
No esplendor de um cântico novo:
Os Açores são a nossa certeza
De traçar a glória de um povo.
Para a frente! Em comunhão,
Pela nossa autonomia.
Liberdade, justiça e razão
Estão acesas no alto clarão
Da bandeira que nos guia
Para a frente! Lutar, batalhar
Pelo passado, imortal.
No futuro a luz semear,
De um povo triunfal.

De um destino com brio alcançado
Colhermos mais frutos e flores,
Porque é este o sentido sagrado
Das estrelas que coroam os Açores.
Para a frente, açorianos!
Pela paz à terra unida.
Largos vôos, com ardor firmamos,
Para que mais floresçam os ramos
Da vitória merecida.
Para a frente! Lutar, batalhar
Pelo passado imortal,
No futuro a luz semear,
De um povo triunfal.

Letra: Natália Correia
Música: Joaquim de Lima
Arranjo:Teófilo Frazão

publicado por emcontratempo às 00:14

23
Mai 10

imagem da net

 

 

*************************************************************************************************************************************

 

Morreu o cantor Beto, vitimado por AVC

 

 

 

imagem da net

publicado por emcontratempo às 14:54

21
Mai 10

 

 

 

"Ninguém esquece os seus prazeres, poucos se lembram dos seus deveres."

publicado por emcontratempo às 10:52

 

www.santa-nostalgia.blogspot.com

 

Este serviço foi criado pelo administrador Branquinho da Fonseca em 1958.

Passava por cada lugar da nossa Vila uma vez por mês.

Da parte da tarde lá estava ela, primeiro era o Sr. Professor Ruben.

 Depois o sr. Raul e já mais tarde o José Manuel Melo.

Eu, e muitas outras, tivémos livros emprestados pela Gulbenkian para estudar.

 Facilitou em muito, encurtando as despesas com estudo, para meus pais.

Ainda depois de deixar de estudar, continuei a ir à Gulbenkian buscar livros para ler.

Por notas que tirei da net, soube que esse serviço durou de 1958 a 2002.

Esses serviços foram depois entregues às autarquias que serviam.

Hoje sei que a nossa Câmara é a única nos Açores que ainda mantém a Biblioteca Itinerante

publicado por emcontratempo às 10:37

Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15

16
20
22

26
29



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO