O desafio dos nossos dias...

20
Jun 11

 

"Falar dos pobres quando se é rico é nova afronta contra os pobres."

publicado por emcontratempo às 11:07

17
Jun 11

 

Feliz aniversário!!!

publicado por emcontratempo às 12:07

16
Jun 11

 

"Duro com duro não faz bom muro."

publicado por emcontratempo às 17:34

 

" O casamento vale o que valem o marido e a esposa."

Paulo Combes

publicado por emcontratempo às 17:33

 

 

Uma casinha pequena,

lá, naquele alto... ali ...

longe do Mundo... da Vida...

perto do Céu, junto de ti...

 

...uma parede de pedra solta...

flores... árvores... animais...

o perfume dos incensos...

e eu envolta

em teus braços...

nada mais...

 

Poesia... amor... ternura...

botões de rosa em redor...

e assim sentir-me segura...

muita paz, sorte e amor...

 

manomero29

 

publicado por emcontratempo às 17:05

                                                            

 

da net

publicado por emcontratempo às 17:03

 

 

Fazem hoje 32 anos que decidimos diante do teu altar,

fazer uma caminhada juntos.

Muitos altos e baixos, aconteceram,

Aconteceram grandes felicidades.

Muitas alegrias também.

Muitas tristezas...

Muitas coisas poderiam ser melhores...

Muitas foram como tinham que ser,

fruto das dificuldades e das necessidades no tempo.

Mas, Senhor, o que conta é mesmo tudo o que conseguimos.

E, dado que as contrariedades em nada facilitam a família hoje,

dou-te graças por termos uma família.

Por termos conseguido caminhar... e caminhar...

entre tantas dificuldades.

Obrigado, Senhor!!!

publicado por emcontratempo às 15:21

15
Jun 11

 

"Em tempo, lugar e razão, o dar é especulação."

publicado por emcontratempo às 14:26

13
Jun 11

 

 

 

da net

publicado por emcontratempo às 19:00

 

Vinde, ó Santo Espírito
Vinde, Amor ardente,
Acendei na terra
Vossa luz fulgente.

Vinde, Pai dos pobres:
Na dor e aflições,
Vinde encher de gozo
Nossos corações.

Benfeitor supremo
Em todo o momento,
Habitando em nós
Sois o nosso alento.

Descanso na luta
E na paz encanto,
No calor sois brisa,
Conforto no pranto.

Luz de santidade,
Que no céu ardeis,
Abrasai as almas
Dos vossos fiéis.

Sem a vossa força
E favor clemente,
Nada há no homem
Que seja inocente.

Lavai nossas manchas,
A aridez regai,
Sarai os enfermos
E a todos salvai.

Abrandai durezas
Para os caminhantes,
Animai os tristes,
Guiai os errantes.

Vossos sete dons
Concedei à alma
Do que em Vós confia:

Virtude na vida,
Amparo na morte,
No céu alegria.
Ámem.

Veni, Creátor Spíritus (em Latim)

 Vem, Criador Espírito de Deus

 

Veni, Creátor Spíritus,
Mentes tuórum vísita:
Imple supérna grátia
Quae tu creásti péctora.

Qui díceris Paráclitus,
Altíssimi donum Dei,
Fons vivus, ignis, cáritas,
Et spiritális ,únctio.

Tu septifórmis múnere,
Dígitus Partérnae déxterae,
Tu rite promíssum Patris,
Sermóne ditans gúttura.

Accénde lúmen sénsibus:
Infúnde amórem córdibus:
Infirma nostri córporis
Virtúte firmans pérpeti.

Hostem repéllas lóngius,
Pácemque dones prótinus:
Ductóre sic te praévio
Vitémus omne nóxium.

Per te scicámus da Patrem,
Noscámus atque fílium,
Teque utriúsque Spíritum
Creadámus omni témpore.

Deo Patri sit glória,
Et Filio, qui a mórtuis
Surréxit, ac Paráclito
In saeculórum saécula.
Amém.

publicado por emcontratempo às 18:59

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

14
18

19
22
23
24

26
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO