O desafio dos nossos dias...

06
Fev 12

 

 

Em tempos, em casa de meus pais, coziam-se urtigas para deitar às galinhas.
 
Era assim:
 
Iamos apanhar as urtigas de sacos enfiados na mão para não picar tanto,
de seguida picavam-se e deitava-se água a ferver por cima.
Ficavam para ali um bocado a cozer naquela água e de seguida eram escorridas.
Misturavam-se com farelos para ir pôr às galinhas.
Pois, era tal como se fazia com as couves e as cascas de batata.
Vinha fazer render mais o farelo dando para mais tempo.
 
Economias de outros tempos...
 
O farelo era ou mistura (Sêmolas, farelo do trigo, que mandávamos vir do Faial), ou farelo da farinha de milho peneirada. 
 
Alguém me disse que também se fazia sopa com urtigas.
 
Nunca experimentei, é caso para ver. 
"
"
"Utilidade da urtiga - A maior parte dos agricultores julgam a urtiga uma planta nociva, e principalmente os jardimeiros lhe fazem tão despiedada guerra, que ella se ha refugiado nos sitios ermos, nos terrenos estereis, ou á sombra das sebes. Todavia o seu talo fibroso pode dar fios proprios para tecidos, propriedade que os Hollandezes primeiro que ninguem aproveitaram com grande vantagem. Das folhas da urtiga, quando é tenra, faz-se um guisado saboroso; os troquilhas misturam a semente desta herva nas rações dos cavallos, para lhes dar vivacidade, e fazer o pello luzidio; das suas raizes, fervidas com uma pequena porção de pedra hume, e de sal commum, se extrahe uma linda côr ammarella; de sorte que todas as partes desta planta podem ser empregadas na agricultura ou nas artes. Como forragem é para os animaes cornigeros um alimento sadio, e certo, por ser temporã e facil de cultivar, pois vegeta no mais arido terreno, e longe de exigir amanhos, soffre todas as intemperies, e reproduz-se sem carecer d'allheios socorros. Pode ser ceifada cinco ou seis vezes no verão, e quando na primavera se não encontra pasto algum para os gados, já a despresada urtiga está crescendo com toda a força. Corta-se em quanto é tenra, quando se quer dar verde, e conserva-se mais tempo na terra quando se pretende empregar como forragem, pois que do contrario o gado não comeria com gosto os seus tálos mais grossos.

 ___
Peço desculpa, mas não consigo dizer de onde tirei o texto que reproduzo: leio tanta coisa e tão dispersa que, às vezes, me esqueço de anotar a fonte. A certeza é que se trata de um texto de jornal ou revista do século XIX."

 
Estes textos foram tirados da net
 
O seu autor(a) citava ter encontrado isto num jornal ou revista do século XIX
publicado por emcontratempo às 02:24
tags: ,

 

 

Pai, como não reunir na nossa oração

a humanidade inteira...

mas permite, Senhor, que Te apresente

uma intenção especial pelas pessoas sem voz.

 

Há milhares e milhares de homens e mulheres

nos países pobres

e nas zonas pobres dos países ricos,

sem o direito de erguer a voz,

sem possiblidades de reclamar, de protestar,

por justos que sejam os seus direitos.

 

Os sem casa, os sem alimento,

os sem vestuário, os sem saúde,

os sem mínimo de educação,

os sem trabalho, os sem futuro,

os sem esperança,

correm o perigo de cair no fatalismo,

desanimam, perdem a voz,

tornam-se os sem voz.

 

D. Helder da Câmara

 

(in calendário da LIAM, missões)

publicado por emcontratempo às 02:23

Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
18

20
21
22
24
25

27
28
29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO