O desafio dos nossos dias...

29
Jan 13


 

 

"Às vezes não possuímos grandes bens materiais, mas somos miseráveis, pois especializamo-nos em reclamar e valorizar o que nos falta e não nos alegrar pelo que temos e somos... A sensibilidade depende de nossa visão e postura de vida..."

Augusto Cury

 

 
publicado por emcontratempo às 11:34

24
Jan 13

 

A vida é uma viagem e o mais importante dessa viagem são as pessoas, como tu, que conheci no meu caminho.

Bom dia de amigas!

by peregrina 

publicado por emcontratempo às 10:39

21
Jan 13


 

Nasci nu, diz Deus,
para que saibas despojar-te de ti mesmo.
Nasci pobre, para que possas socorrer quem é pobre.
Nasci frágil, diz Deus,
para que nunca tenhas medo de Mim.
Nasci por amor
para que não duvides nunca do Meu amor.
Nasci pessoa, diz Deus,
para que nunca tenhas vergonha de seres tu mesmo.
Nasci perseguido para que saibas aceitar as dificuldades.
Nasci na simplicidade para que deixes de ser complicado.
Nasci na tua vida, diz Deus,
para te levar, a ti e a todos, para a casa do Pai.
Lambert Noben
www.chamadocarmo.blogspot.com
publicado por emcontratempo às 10:26
tags:

19
Jan 13

 

Quantas vezes ambas escutamos a noite...

Quantas vezes cansadas...

Deixamos caminhar a noite e...

ficamos...

ficas quieta, deixando-me dormitar.

 

Muita gente pensa que remendar roupa é coisa de antigamente, mas em muitos casos compensa remendar em vez de deitar fora.

 

Sobretudo na roupa das crianças, que nas suas brincadeiras ou nalgumas quedas rasgam a roupa, na perna, no joelho, no braço, se levar um pequeno pedaço de tecido que fique bem, fica a peça como nova e não é preciso ter vergonha de ter roupa remendada, porque nem se notará se é assim ou não. Existem até tecidos próprios que podemos colar na peça e disfarça perfeitamente.

 

Mas não só nas crianças, em roupa de adultos também, um pequeno rasgo nas calças, se for traçado com linha, faz um efeito bonito e evita que se estrague mais e venha a abrir muito.

 

Podemos utilizar remendos de vários tecidos e até de várias formas.

Vão ver como fica como novo, uma vez que era apenas um rasgão ou um buraquito.

Podemos usar remendos de pano, remendos com imagens, apenas linha, botões, entre outros...

 

Se podemos aproveitar, porquê deitar fora:)

publicado por emcontratempo às 02:03

16
Jan 13

 

 

"O verdadeiro amor nunca se desgasta, quanto mais se dá, mais se tem."

Antoine de Saint-Exupery

 



 
publicado por emcontratempo às 16:16

 

"Certa manhã o meu pai, muito sábio, convidou-me a dar um passeio no bosque.
Deteve-se subitamente numa clareira e perguntou-me:
- Além dos pássaros, ouves mais alguma coisa?
Apurei os ouvidos e respondi:
Estou a ouvir o barulho de uma carroça.
- Isso mesmo, disse o meu pai, de uma carroça vazia.
Perguntei-lhe:
- Como sabe que está vazia, se ainda a não vimos?
- Ora, é fácil! Quanto mais vazia está a carroça, maior é o barulho que faz.
Cresci e hoje, já adulto, quando vejo uma pessoa a falar demais, aos gritos, tratando o próximo com absoluta falta de respeito, prepotente, interrompendo toda a gente, a querer demonstrar que só ele é dono da verdade, tenho a impressão de ouvir a voz do meu pai a dizer:
- Quanto mais vazia a carroça, maior é o barulho que faz!"

www.sotaodaines.chrome.pt

publicado por emcontratempo às 15:51
tags:

 

 

 

 

 

da net

O Pico está de luto.

Faleceu há pouco,

uma grande figura da Igreja

Monsenhor José de Lima.

O Senhor Padre Lima,

como lhe chamávamos.

Não tenho palavras para expressar,

tudo aquilo que ele nos deu,

na sua palavra amiga,

no seu gesto acolhedor,

no seu sorriso aberto,

e sobretudo na Palavra que nos anunciou.

Estamos mais pobres...

 

Monsenhor José de Lima,

partiste para o Senhor,

pede por nós!

 

Paz à sua alma!

publicado por emcontratempo às 10:46

14
Jan 13

 

 

 

...

publicado por emcontratempo às 11:16

 

 

oooo

publicado por emcontratempo às 09:39

 

Enfeitar a igreja, é assim que costumamos dizer.

 

 

Em tempo festivo enfeitamos tudo igual.

É bonito!

É expressivo!

Transmite a ideia de unidade.

Em tempo comum cada uma enfeitava como podia.

Mas têm-se procurado igualar sempre.

Ainda que com arranjos muitos humildes.

Pois para enfeitar tem que se ter flores.

Uns membros do grupo, colhem as flores quase todas as semanas.

Outras, enfeitam.

Sacrificam-se algumas horas.

Mas acho que vale a pena.

Existem algumas causas não imputáveis às nossas vontades.

Acho que sempre conseguiremos juntas ultrapassar essas barreiras.

Respeitar as diferenças.

Haver uma aceitação mútua entre o grupo. 

Criar  também um ambiente de partilha.

Se houver essa boa vontade, esses momentos podem ser ricos de simbolismo.

Podemos valorizar este momento que pode ser uma "oração".

"Brincar às flores para Deus" como dizia a formadora - Rosário.

Foi na primeira formação que tive nessa área.

As flores, grande beleza da natureza, criadas pelo mesmo Deus a quem as colocamos.

Cada uma tem sua graça.

Todas compõem um poema infindável de louvor ao seu Criador.

E ao mesmo tempo, transmitem-nos:

sensações de harmonia,

paz, serenidade, bem estar, espiritualidade...

E nós?!

Cada uma de nós tem que enfeitar o seu altar.

Correcto.

Mas temos feito um esforço maior.

Temos enfeitado juntas.

Aproveitemos estas oportunidades para um eficiente trabalho.

Para um momento, repito, que pode ser oração.

Não acham?!

Afinal, Deus não precisa do que criou e já é Seu.

O Nosso Deus, espera de nós gestos de cooperação, partilha, compreensão, oração.

Mesmo quando Lhe pômos uma flor!

peregrina 2011.04.07

 

publicado por emcontratempo às 09:38
tags:

Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
15
17
18

20
22
23
25
26

27
28
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO