O desafio dos nossos dias...

24
Jun 09

 Zona Balnear da Formosinha

Ia-se passar um bocado ou o dia para a costa.

Tomava-se o primeiro banho do ano.

Ás águas já estavam bentas, diziam os nossos.

Levava-se um pequeno lanche.

Eram as torradas de rosquilhas das Festas do Espírito Santo.

As favas torradas.

As ameixas de São João.

Coziam-se batatas escorridas.

Grelhava-se o peixe.

Levavam-se cobertores e descansava-se após o banho.

O lugar aprazível, prometia o descanso.

Depois havia o baile aí, ao ar livre, ao som de um gira discos.

Era a chamarrita, um pé de dança, de algum disco mais afamado na altura.

Anoitecia.

Havia que regressar a casa a pé.

Não havia luz.

O lugar era pobre, e foi quase dos últimos da freguesia a ter luz e água "encanada", como se dizia.

Mas... pairava uma sã convivência.

E uma paz que hoje relembro com saudade.

publicado por emcontratempo às 02:36

Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
17
18

21
25
26
27



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO