O desafio dos nossos dias...

26
Set 08

    A sementinha caíu à terra,

    empurrada pelo vento.

    Veio a chuva,

    a sementinha

    bebeu...bebeu...

    Muito gordinha,

    deitou dois braços,

    um para a terra,

    outro para o céu.

    E cresceu, cresceu...

    Criou raízes,

    desenvolveu...

    Veio a Primavera.

    Um belo caule,

    partiu céu acima, e ...

    eis que uma bela espiga,

    verdinha, brotou.

    E a sementinha corou.

    Enquanto a espiguinha

    amadureceu.

    Soltou-se ao sol.

    Baloiçou ao vento.

    E muitas sementinhas

    a espiguinha criou,

    e ao sol do Verão

    muito bem as tratou.

    A sua luz e calor

    todo o dia tomou

    e eis que no Outono,

    muito dourada ficou

    a espiga,

    filha da sementinha

    que já tombou,

    no ciclo da vida

    que o Senhor criou

    e na rota minha

    também o tempo passou.

    E, como a sementinha,

    com esta me vou.

    Deixando três espigas

    que o Céu me doou

    entregues ao tempo

    que tudo criou.

            by peregrina 2004 11 08

 

publicado por emcontratempo às 16:44
tags: ,

Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
17
18
19

22
23
24
25
27

28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO