O desafio dos nossos dias...

20
Jan 10

 

 

Os objectos de ferro limpam-se muito bem, esfregando-os com um trapo molhado em vinagre.

publicado por emcontratempo às 09:31

11
Nov 09

 

 

 Pelo São Martinho, vai à adega e prova teu vinho. 

publicado por emcontratempo às 09:13

05
Set 09

 

 

Editora Educação Nacional
de Adolfo Machado
Ano da edição: 1969

 

Lindas páginas, santa inocência, belos tempos!Pouco mais de divertido tínhamos a não ser os livros, os jogos escolares e os contos dos pais e avós...

o alcaide do castelo de faria 01

 

o alcaide do castelo de faria 02

 

 

 

...que alegria ao reaver novamente estas páginas linnndas da minha infância!

 a vocacao da cerejeira 01

 

a vocacao da cerejeira 02

 

 

 o cavalo e o leao santa nostalgia 01

 

o cavalo e o leao santa nostalgia 02

a sentença de salomão santa nostalgia 01

 

a sentença de salomão santa nostalgia 02

 

 

 

o lavrador da arada 1

o lavrador da arada 2

 

 

 a barca bela

 

 

 

 

bandeira de portugal trindade coelho

 

 

a voz dos animais 01

 

a voz dos animais 02

 

 

 luis de camoes livro de leitura da terceira classe 01

luis de camoes livro de leitura da terceira classe 02

 

os bois teimosos santa nostalgia 01

 

os bois teimosos santa nostalgia 02

 

 

 

 

Isto são páginas do meu saudoso livro da 3ª. Classe!

 

 vindimas_santa nostalgia_03

 

vindimas_santa nostalgia_02

www.santa-nostalgia.blogspot.com

 

Fiquei radiante ao encontrar este blog na net,  que guardava páginas de um tempo da minha vida que hoje não poderia reaver, pois o meu livro da 3ª. Classe foi emprestado e não teve regresso...


04
Set 09

 

 

Nunca esquecerei os meus avós e os nossos antepassados que deram formas e edificaram, erguendo pedra a pedra, monumentos a rendilhado negro.

 

Negro, soado  e  persistente, para sustento de tantos e tantos que se recordarão ou esquecerão, não sei.

 

Sei que de dentro deles, ainda hoje brotam deslumbrantes e sumptuosas parreiras.

 

Parreiras onde se escondem, ao olhar do sol, espevitando raio a raio cada portal, cachos verdes doirados e roxos brilhantes.

 

Brilhantes e abanados pela aragem, ora quente, ora fresca,  que o vento empresta a cada folha, bafejando de frescura os cachos, docemente embalados e luzentes.

 

Luzentes são os suspiros sumarentos e pisados que brotam de entre  mãos e pés nos balseiros e lagares.

 

Lagares, para onde se escondem estes manjares de verdelho e tinto, bonitos cartões de visita da Vila, da Ilha e por que não da Região.

 

Região de onde outrora navegantes levaram até lá, à mesa dos Czares, este néctar delicioso, que:

 

De entre quadrículas negras,
basálticas e seculares,
nascem sumptuosas parreiras,
de perfumados cachos
triturados nos lagares...
...e deliciosos paladares,
outrora saboreados
nas lautas mesas dos Czares.

 

manomero29  Verão2008 


11
Set 08

 

 

Vindimo, colho os cachos,

vindimo, apanho as uvas,

carrego o cesto no braço,

e num dia de cansaço

deixo a vinha a cantar,

entrando na tarde, passo,

tiro o cesto do braço,

vou para o largo bailar.

 

Entre vinhas, vindimadas

ficam parreiras despidas.

Carros de bois chiando,

as adornas carregando

entre canadas floridas,

às adegas vão chegando

e, eis que lá vão despejando

as doces bagas feridas.

 

Os cachos rochos, dourados,

deixam as vides viúvas,

e as parreiras chorando,

seus amores vão deixando,

entre o cantar das moçoilas,

ressoam entre os currais

ficai parreiras, vides, folhas,

para o ano, Deus dá mais.

by peregrina

 


09
Set 08

 

 

 

 

Apanhar as uvas por entre os currais

apanhar as uvas, pr'o ano há-de haver mais....

 

Côro

Ora venham vê-las

que vão a passar,

de cesto nos braços,

vem de vindimar.

 

Juras Manuel ser meu,

juras Maria ser minha,

fazem conversas de amor,

no adro da ermidinha.

 

....

 

versos que ouvi num teatro no Valverde, vindo de "trás da Ilha", Piedade ou Ribeirinha ou ... não sei bem.

 

"trás da Ilha" expressão usada aqui pelos meus lados, em abono da verdade, a Ilha não tem parte trás, nem parte da frente, é força de expressão simplesmente.

publicado por emcontratempo às 15:34

Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO