O desafio dos nossos dias...

30
Abr 12

 

 

Luz incandescente como assim lhe chamávamos.

Como me lembro da diferença.

Até era forte por demais.

Os nossos olhos não estavam habituados a tal .

Eram as luzes de petróleo, hoje relíquia dum passado ainda recente.

E ainda me lembro das lamparinas.

Estas feitas de lata com um bocado de pano a fazer de torcida faziam uma "roça" de fumo

Hoje a luz está à distância de um suave clique.

Como tudo mudou...

E não foi assim há tanto tempo...

Há é mentes muito curtas, mas eu não.

by peregrina

publicado por emcontratempo às 14:55

09
Dez 11

 

 

(Apontamentos de quando dava catequese ao 5º. Ano)

 

Acolhimento

 

Experiência humana

 

Já chegámos ao Natal?

Não.

 

Qual é o tempo litúrgico que estamos a viver?

Advento que é a espera da vinda do Senhor.

 

É a preparação para a celebração da Sua vinda - o Natal - para isso temos as novenas do Menino Jesus.

 

Falar do que é que eles veêm nas ruas e porquê?

É Natal - Festa da alegria, fraternidade, Paz.

Festa da família, das luzes, dos presentes, da música, dos convívios, da consoada.

 

Reconhecer que em Jesus Cristo, Deus vem ao encontro da Humanidade.

 

Pelo nascimento de Jesus:

 

realizou-se a grande promessa de Deus, o Amor pleno de Deus com o Seu Povo, pelo envio de Seu Filho, Jesus - "a Boa Nova"

 

Emanuel que quer dizer Deus Connosco.

 

Mistério da Encarnação (encontro de Deus com os homens)

 

Alegrar-se com o nascimento de Jesus Cristo, o Filho de Deus.

 

Festa porque se concretizou a longa esperança do Povo de Deus desde Abraão até Maria e com ela, o Povo de Deus exulta hoje e sempre de grande alegria.

 

No Antigo testamento o Povo de Israel proclamava que nenhum povo tinha tão perto de si os seus deuses, como eles.

 

Que poderemos nós  dizer então da vinda e do nascimento de Jesus.

 

Em Jesus, Deus não só está perto, está mesmo connosco, está no meio de nós, na nossa vida.

 

Que veio à Humanidade para que toda ela seja uma família de irmãos.

 

Leitura

 

"O povo que andava nas trevas viu uma grande luz ... um menino nasceu para nós, um filho nos foi dado."

                        Is. 9, 2 a 5

 

Eles lerem sobre a origem do presépio

 

**********************

 

O nosso Natal

 

É bom que haja música, luz, presentes, encontro de família, árvore de Natal, presépio.

 

Tudo isto porque Jesus Cristo nasceu no meio de nós e nos convida a vivermos sempre na alegria, na fraternidade,

porque Jesus Cristo é Deus Connosco!

 

E nós é que devemos torná-Lo presente com o nosso exemplo de vida.

 

Anunciar esta alegria aos outros e com ela o Povo de Deus, o novo povo de Deus, exulta hoje e sempre de grande alegria.

 

Sobretudo com a nossa vivência da fé, neste mistério que fundamenta a Cristianismo e revolucionou a história da Humanidade.

 

É festa porque sobretudo se realizou a grade promessa de Deus, a plenitude da Aliança do Amor de Deus com o Seu Povo desde Abraão até Maria e com ela o Povo de Deus, o novo Povo de Deus, exulta hoje e sempre de grande alegria.

 

Boas Festas em Jesus Menino!!!

publicado por emcontratempo às 14:13

05
Mai 11

 

Os árabes foram os primeiros a usar a letra x para designar uma quantidade desconhecida. Durante a Idade Média, os cientistas árabes aplicavam muito a álgebra, e usavam a palavra arábica "shei" para designar quantidades desconhecidas em equações. Eta modificou-se para "xei" e, mais tarde, para "ex". O  x  de que se trata, nada tem que ver com o  x dos antigos romanos, para quem significava "dez".

 

Presentemente, usa-se também o  x  para encobrir a identidade do autor num processo judicial; para indicar o lugar em que sucedeu um desastre ou foi cometido um crime; ou para significar uma força física misteriosa, como os raios  x.

publicado por emcontratempo às 10:30

Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO