O desafio dos nossos dias...

21
Mai 09

www.portugalprovida.blogspot.com

publicado por emcontratempo às 22:55
tags:

27
Fev 09
Imagens destas, cheia de ternura, não vendem na Televisão e muito menos criam audiências!

Uma foto real. Esta história devia aparecer nas manchetes dos jornais, e não as outras porcarias anti-americanas que conspurcam o nosso Ego.


 

 
 
Uma imagem de John Gebhardt no Iraque.
 
Esta é uma dura história de guerra, porém toca-nos o coração... A esposa de John Gebhardt, Mindy, diz que toda a família desta criança foi executada por iraquianos. Os executantes pretendiam também executá-la, e ainda a atingiram na cabeça, mas não conseguiram matá-la. A menina foi tratada no Hospital de John, está recuperando, mas ainda chora e geme muito.
 
As enfermeiras dizem que John é o único que consegue acalmá-la. Assim, John passou as últimas 4 noites segurando-a ao colo na cadeira, enquanto os 2 dormiam. A menina vem recuperando gradualmente. Eles tornaram-se verdadeiras "estrelas" da guerra. John representa o que o mundo ocidental gostaria de fazer.
 
Isto, meus amigos, vale a pena partilhar com o Mundo inteiro. Vamos a isso. Raramente se vêem notícias destas na TV  e noutros meios em geral.  Se te tocou , envie a todos. Precisamos mostrar que ainda existe uma outra realidade: esta realidade! Em que pessoas como John, marcam a diferença, mesmo que seja só com uma pequena menina como esta.
 
Não podemos orientar o vento, mas podemos ajustar a nossa vela…
www.portonovo.blogs.sapo.pt
(in blog  PortoNovo.blogs.sapo.pt)
 
*******************************************************************************************************
 
Hoje faleceu em Lisboa um amigo:
 
O senhor Victor Manuel Cardoso Pereira,
por doença, que em pouco o vitimou,
deixou-nos mais pobres.
do seu cumprimento amigo,
e mesmo do aconselhamento
aquando dele nos abeiravamos,
em assuntos da sua área.
Paz à sua alma!
publicado por emcontratempo às 14:53

02
Fev 09

 

 

 

Fotos: Padre Marco Martinho

 

 

(Foto, aquando do centenário da Imagem da Senhora das Candeias, Padroeira da Freguesia da Candelária, Ilha do Pico)

 

Dia da Senhora das Candeias. 

Há um ano fomos muitos em peregrinação.

Da Igreja do Monte até à Candelária em procissão de velas.

Da comemoração dos 100 anos ...

publicado por emcontratempo às 15:17

 

 

 

(in www.magdala.blogs.sapo.pt)

 

Partímos.

Ainda fomos alguns.

Uns começaram de suas casas em peregrinação

Outros apenas de junto da Igreja, como eu.

Peregrinação até à Ermida de Nossa Senhora dos Milagres.

 Ao Chachorro, Freguesia das Bandeiras, Concelho da Madalena.

Fomos ali agradecer-lhe por mais um ano passado sem  crises de sismos.

Agradecer-lhe tantas e tantas bençãos...

Fazer "silêncios"...

 Segredar-lhe as nossas necessidades.

Ou até fazer ruído, alertar quem passa indiferente a tudo isto...

 O caminhar, o rezar e cantar  juntos...

Sentir que outros caminham connosco.

Lado a lado, o caminhar de um povo.

Mesmo com alguma chuva e frio, não desistimos.

Ali. Junto ao mar...

Ali, frente a frente com a Senhora.

Prometi ir uma vez.

Hoje vou, continuo o gesto de há anos.

Não para "pagar a promessa" mas porque não consegui deixar de ir.

Senti-me cativada.

No  gesto de louvar e agradecer,

caminhando...

Tirando este momento para dedicar à Senhora.

Caminhar rezando em grupo.

Algo que me motiva desde tempos

e sobretudo neste tempo,

em que o tempo é tão minguado para as "coisas" de Deus.

 

publicado por emcontratempo às 15:11
tags: ,

14
Ago 08

Um modo de registar algo de meu e o que me separa de algumas coisas como as preocupações e opiniões e ainda alguns propósitos do meu viver, do meu existir.

 

Num sentir perturbado e numa ânsia desmedida, tento dar forma à minha existência, limar os desajustes, dar-lhes algum sentido.

 

Quero que a tenda do meu ser, às vezes perdida no fosso, onde todas as formas verbais, oprimem e desconjugam o sentido crucial do viver, se liberte!

 

E conjugando o existir, aqui deixo, amigo leitor pedaços de mim.

 

Sim deixo-te algo de meu, a minha mensagem, mesmo que não seja lida, ela é para ti,

mesmo que engastada pelos anos e perdida no silêncio do esquecimento!

 

Cada vez que piso este espaço de partilha, é um pouco de mim que se vai gastando no tempo!

 

Sim muitas vezes escrevi e escrevo apenas para desabafar e desabar cá para fora o que sinto e penso; o resto, o resto, não interessa.

 

Sim este é o meu espaço.

 

Interrogo-me muitas vezes, valerá a pena?!

 

Encaro tudo isto pela positiva, pois registar e guardar na arca das lembranças, sem partilhar, não faz parte da minha maneira de ser e de sentir...

 

Espero poder dizer algo, nada dizendo... - por cá fica um pouco da minha alma, neste "(Em)contratempo que os dias vão matriculando, de mais ou menos páginas, com mais ou menos tinta, e sobretudo com um pouco ou nada de vida que continua, por isso cada post que escrevo, humildemente mostra que vivo...

 

Possivelmente muitos virão aqui, e alguns deixarão de vir, por muitas razões.

 

Enfim! ...

 

Faltar-lhes-á algo, algo que não consegui transmitir, mas ...

 

... o que não posso é deixar de partilhar este "nada" mesmo que pouco seja!

publicado por emcontratempo às 22:04

Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO