O desafio dos nossos dias...

10
Set 19

Círculo

Nossos filhos irão crescer,
os filhos, de nossos filhos
outros vão ter....
Os filhos de nossos netos,
filhos terão.
Nós, em sua maioria não os
veremos.
Mas eles todos, trarão consigo
o mesmo amor, do nosso coração.

Roldão Aires

publicado por emcontratempo às 15:36
tags: , ,

15
Mai 19

 

Depois de explicar às crianças a importância do dinheiro e do que custa a ganhar.

Depois de as levar às compras para que aprendam a fazer escolhas, chegou a hora de poupar a sério.

Agora é preciso ensiná-las a poupar e guardar o dinheiro para o futuro, para isso devemos dar-lhes um mealheiro para juntarem o dinheiro que poupam.

Inicialmente poderemos dizer-lhes que se querem aquela consola nova, têm que juntar dinheiro suficiente no mealheiro, verão com o entusiasmo que vão guardar cada tostão que alguém lhes dê para guardar no mealheiro.

 

Como de pequenino se torce o pepino, podemos já educá-los para poupar para o futuro, um futuro mais longe, quando forem para a faculdade ou para comprar um carro.

Por isso a ideia de lhes dar 3 mealheiros:

O primeiro mealheiro será para coisas despesas do dia-a-dia, para coisas que elas queiram a curto prazo, como uma consola nova, um computador de brincar ou uma bicicleta.

O segundo será para despesas a médio prazo, que só se poderá utilizar em caso de necessidade para as despesas da faculdade, só lhe poderão mexer nessa altura.

O terceiro para despesas a longo prazo, para um futuro mais longe, que não poderão mexer, juntar para comprar um carro ou entrada de uma casa, por exemplo.

É um método que não parece fácil de explicar a uma criança de 5 anos, mas se inicialmente colocará quase só dinheiro no primeiro mealheiro, se for icentivada, com o tempo vai distribuindo dinheiro também por os outros mealheiros. Amealhando para o futuro.

Poupar para o futuro é uma ideia que deve ser ensinada desde pequenos, desta forma conseguirão ser mais poupados quando crescerem.

Para ajudar as crianças nesta nova missão, poderemos dar-lhes 1€ para comprarem o que quiserem, podemos mesmo dizer-lhes, podes comprar um rebuçado ou um chocolate, ou então colocar no mealheiro para podermos comprar mais rápido a tua consola :)

Verão que talvez ela se decida pelo mealheiro, e alguns dias depois poderão oferecer-lhe um chocolate de presente :)

Ensinar as crianças a poupar não é fácil, mas espero que estas dicas venham ajudar"

 

publicado por emcontratempo às 16:08

23
Ago 17

"Qual de vós, se o seu filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra?"

"ou se lhe pedir peixe, lhe dará uma serpente? Ora bem, se vós, sendo maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o vosso Pai que está no Céu dará coisas boas àqueles que lhas pedirem."

publicado por emcontratempo às 14:37

03
Set 11

 

"Aprende a ser filho para saberes ser pai."


10
Jan 11

 

O jovem, o filho, o estudante de hoje, vive atrofiado, afogado por uma sociedade adulta

que não o estimula positivamente, mas que o enche de tudo, abalrroa-o de tudo o que é brinquedos, dos normais aos mais sofisticados,

música em "pó", computadores para brincar e divertir, tuuuuuuudo.

 

Mas carênciados de educação cívica, bons costumes morais que só se aprendem no berço.

 

Falta de respeito para com superiores, professores e mesmo uns para com os outros.

 

Por vezes, não poucas, frequentam ambientes cercados de maus exemplos.

 

Apesar de muitos conviverem em actividades sócio-recreativas, são estes mesmos influenciados por outros...

 

Não se nota grande preocupação de para onde caminha esta juventude.

 

Vivem quase entregues a si próprios.

 

Fartos de vontades, fartos de tudo e de nada.

 

Insconscientes porque a idade assim o permite, conduzidos a auto-destruirem-se.

 

O perigo espreita a cada esquina.

 

O vício alarga-se a cada recanto e...

 

...só para quem vê, e está atento, é preocupante.

 

Noutros tempos, também havia "más inclinações".

 

Mas a obediência e respeito também eram maiores.

 

Talvez porque a educação era mais austéra...

 

Talvez porque se impunham boas maneiras e bons costumes...

 

De qualquer modo, algo de bom ficava:

 

o respeito pelos superiores, ainda que, às vezes, o não merecessem,

 

o respeito pelos idosos, e até o carinho, pois quase todos tinham os avós em casa.

 

Que bom se hoje ainda assim fôsse, em vez de os despejarem para os lares e casas de acolhimento.

 

Por tudo isto, impera que os adultos procurem incutir nos jovens exemplos de vida.

 

Sejam eles os primeiros a respeitarem-se, para exigirem respeito.

 

Sejam eles os primeiros a criarem ambientes sádios, principalmente nas suas mentes perversas.

 

Sejam eles os primeiros a acarinhar a idade sábia que já viveu uma vida, com todos os seus encantos e desencantos.

 

Para que as nossas crianças e jovens se motivem por coisas boas, e saibam escolher, reflectir, encarar, acarinhar o mundo onde estão inseridas.

 

Nós os adultos, devemos e temos de sentir a obrigação de educar, pelo nosso exemplo responsável e motivante.

 

Esta etapa ainda nos cabe a nós, não imputemos aos mais indefesos.

 

Isto é para nós, não tenhamos dúvidas.

 

É muito difícil, mas ... é absolutamente necessário.

publicado por emcontratempo às 11:46

01
Jun 10

 

 

 

 

Na grande família que é a Igreja Católica... as crianças são os filhos mais queridos.

João Paulo II

publicado por emcontratempo às 10:23

Maio 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO