O desafio dos nossos dias...

19
Mai 14

 Oh Maria nossa querida Mãe!

 

MARIA LIBERTAÇÃO

 
Maria Libertação,
filha do povo saido
da primeira Escravidão.
Filha do Povo caído
na nova Dominação.

Filha do Pai Abraão,
retirante à procura,
sempre clara, sempre escura,
de uma outra Promissão.

Casa de Deus, sem morada,
à margem da lei jogada
entre o Presépio e a Cruz.
 
Retirante e exilada,
perseguida e malfalada
pela causa de Jesus.
 

Comadre de Nazaré,
companheira de José,
operário sem serviço,
lavrador sem terra certa,
moradores de cortiço,
pouco ganho e mesa incerta.
Como tantos lavradores,
como tantos operários.
Colegas das nossas dores,
rosa dos nossos rosários.
Retirantes a caminho,
todos nós, pobres e réus,
buscamos no teu carinho
a Casa e a Paz de Deus,
a Mesa do Pão e o Vinho
nascidos do ventre teu,
a terra certa na Terra
e a Nova Terra dos céus!
Dom Pedro Casaldáliga
publicado por emcontratempo às 15:58

12
Abr 10

 

O Povo de Israel achava que Deus tinha-Se esquecido dele "O Silêncio de Deus".

 

No momento do Baptismo de Jesus "o céu abriu-se" quer dizer que Deus comunicou com o Seu Povo.

 

Toda a Bíblia é o testemunho da iniciativa de Deus que ama o Seu Povo.

 

Chama-o e faz-lhe sentir o Seu Amor, protegendo-o, libertando-o da escravidão.

 

Toda a Bíblia é o testemunho da resposta deste Povo ao longo dos tempos: resposta que conduz à paz e à felicidade.

 

Deus liberta o Seu Povo da escravidão e estabelece com ele uma Aliança.

 

O Povo  compromete-se a um novo estilo de vida, com novos valores e novos  critérios: os Mandamentos, coração da Lei fundamental do Povo de Deus.

 

Quando na Bíblia se fala de "lei", não é própriamente no sentido que nós lhe damos hoje, na nossa mentalidade e cultura.

 

"Lei", na Bíblia, significa ensinamento, preceito, mandamento.

 

Os mandamentos são a vontade de Deus Libertador e como que uma síntese da Aliança de Deus com o Seu Povo para tornar o Homem feliz.

 

Vamos escutar a Palavra de Deus que nos diz, na maneira de falar daquele tempo, como Deus ajuda o Seu Povo.

 

Deus, por Amor do Povo, faz soprar o vento que provoca uma baixa mar muito acentuada, muito profunda, para poderem passar a pé.

 

Para os Hebreus, esta partida significa sair da opressão para a liberdade, da tisteza para a alegria, das trevas, para a Luz.

 

Acreditam que realmente Deus está com eles e não os abandona. Porque o Senhor, nessa noite, passou pelo Egipto para os libertar enquanto comiam a ceia.

 

Chamaram a esta ocasião Páscoa, que na língua deles em hebraíco quer dizer "passagem": A Páscoa ou a Passagem de Deus.

 

Nunca mais se esqueceram deste acontecimento.

 

Essa noite foi a Primeira Páscoa - a Passagem do Senhor que vem libertar o Seu Povo.

 

A Nova Páscoa é Jesus Cristo!!!

 

                    imagem da net

 

Ele é a Páscoa que todos celebramos!

 

Ele é a Páscoa que vivemos quando nos libertamos das nossas opressões!

 

Cristo é a Nossa Páscoa!  Aleluia!!!

 

(algumas anotações minhas de quando dava catequese ao 5º. Ano)

publicado por emcontratempo às 10:20

Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO